Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ancaje - Vida Saudável

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

Ancaje - Vida Saudável

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

16
Jun14

Tipos de Alimentação

Ancaje

 

 

A minha alimentação actualmente e para toda a vida (espero) tem como base os hidratos de carbono simples. Frutas principalmente e alguma batata ou arroz. Diria que 90% da minha alimentação diária, tem por base os hidratos de carbono.

Venho de uma dieta ( Dieta dos 31 Dias ), que tinha por base a proteína animal. Ora, este tipo de dietas, com bases proteicas são fantásticas de início, pois fazem com que perdamos peso rápido. O pior é que não eliminaremos celulites, não eliminaremos gorduras localizadas, se introduzirmos alguns hidratos, ganhamos logo bom peso o que nos deixa inseguras e tristes e a longo prazo, estas dietas que obrigam o nosso corpo a entrar em cetose para perdermos peso, o organismo é privado de glucose que por norma é a sua principal fonte de energia e passa a gastar a gordura como energia base o que resulta numa oxidação da gordura, gerando corpos cetónicos no sangue e intoxicando com este processo, o nosso organismo. 

 

Como utilizo a fruta como a minha principal fonte de energia, os desejos compulsivos por alimentos ricos em açúcar refinado ou sal, desaparecem.

 

Regra geral, como fruta até ao jantar e ao jantar opto por saladas ou sumos de vegetais. Tudo sempre cru, sem alimentos processados ou alterados da sua essência.

É assim que quero manter o meu corpo e a minha juventude, já que esta alimentação tem essa vantagem também a de nos mantermos jovens e saudáveis muito tempo.

 

Mesmo assim, de vez enquando, apetece-me comer algum prato da minha anterior alimentação. E como sem problema. No entanto, o prazer que esse prato me dava antigamente, agora não me devolve mais que enjoo ou mal-estar. Nunca como nada cozinhado que não me venha a arrepender depois, ou porque já não me sabe como antigamente (o nosso paladar muda), ou porque me dificulta a digestão ou porque não me trouxe prazer!

É o meu corpo a barafustar a má decisão! Ele é sábio e cá em casa ele manda ;)

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D