Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ancaje - Vida Saudável

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

Ancaje - Vida Saudável

13
Mai16

Sofrem impulsos para comer depois do jantar?


Ancaje

10987677_789814437738399_3663089452906929901_n.jpg

 

 

Impulsos para comer à noite: o que fazer para resistir à vontade de comer doces, salgadinhos ou alimentos processados no geral, pouco tempo depois de um jantar saudável?

Pelos vistos é um problema muito comum, pois quase dia sim, dia não, alguém acaba por fazer-me esta mesma pergunta. Para resolver a situação:

 

 

1). É importante comer mais fruta durante todo o dia e preparar um jantar um pouco mais consistente.

2). Comer um prato de fruta cerca de 30min. depois do jantar de origem vegetal (cru ou cozinhado) pode ser uma boa estratégia para eliminar a vontade de comer doces.

3) Incluir sumo de vegetais ou algas fornece boas quantidades de minerais alcalinos e ajuda a regular a vontade de comer salgadinhos.

4) Há pessoas que simplesmente não resistem aos doces e mesmo comendo boas quantidades de fruta, depois do jantar querem terminar com algo doce. Nestas situações, é muito melhor comer 3-4 tâmaras Medjool (que sabem a autêntico caramelo e são extremamente aromáticas), do que comer qualquer outro tipo de doce processado. As tâmaras são saciantes, tiram a vontade de comer mais doces e são muito nutritivas.

5) Tirando as restantes quatro dicas, o mais importante é simplesmente ouvir a nossa própria intuição e voz interior – ficar com o alimento que queremos comer na mão, fechar os olhos e ser brutalmente honestos connosco ao tentar responder à seguinte questão: “estou mesmo com uma vontade real de comer este alimento? O que vai mudar se eu o comer? O que vai mudar se não o comer”. A seguir, basta ouvir atentamente, porque a resposta aparece e é sempre sincera.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D