Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ancaje - Vida Saudável

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

Ancaje - Vida Saudável

06
Ago15

Precisamente há um ano... deixei de comer carne


Ancaje

Há um ano escrevia este post:

 

"Hoje encerro um capítulo e abro as portas a uma nova etapa na minha vida.

 

Devido a uma forte suspeita que eu possa sofrer de uma doença "incurável" aos olhos da medicina no âmbito ortopédico, leva-me a tomar uma grande decisão na minha vida e reeducação alimentar, uma vez que esta é uma das formas de fazer com que as crises da doença sejam menores ou mesmo que desapareçam. Para isso, diz um estudo, que necessito fazer uma alimentação anti-inflamatória! O bom no meio disto tudo, é que estou a comprovar que tinha mesmo razão quando referia o poder de uma alimentação crua e/ou vegetariana na cura de muitas doenças inclusivé, das ditas incuráveis e na sua prevenção também!

 

A alimentação anti-inflamatória que devo levar agora, basea-se claro em evitar ou restringir a 100% a ingestão de alimentos ácidos que provocam inflamações (dores e doenças) no nosso corpo! Uma alimentação alcalina é na verdade o tipo de alimentação que todos deveriamos levar, afim de, evitarmos doenças e problemas de saúde específicos. Como método de cura esta alimentação é igualmente eficaz, "somos o que comemos" e é bem verdade.

 

Na minha alimentação, já não haverá espaço para carnes (carne vermelha, aves ou porco), ovos (a gema é extremamente ácida), refrigerantes, lácteos, trigo, manteigas/margarinas, bolos, bolachas, café, salgadinhos, pão branco, álcool, arroz branco e batata. Estes alimentos são extremamente ácidos e só irão agravar a minha inflamação, pelo que serão abolidos a 100% da minha alimentação. Já quase não os ingeria na verdade, mas agora esta minha decisão toma outra dimensão e outra importância. Agora não são só motivos de alimentação saudável, mas também de saúde. Como sabemos, uma pessoa alcoólica para se curar do vício tem de fazer uma abstinência a 100% de álcool verdade? Pois o que vou eu estou a seguir, vai de encontro a essa filosofia, ou seja, nem ingerir 10 nem 5% destes alimentos, uma vez que só assim iniciarei o meu processo de cura!

 

A minha intenção com esta mudança é a confirmar as suspeitas da doença, conseguir curá-la a 100% mesmo que a medicina a identifique como incurável. Sei que com esta alimentação alcançarei um corpo alcalino e em corpos alcalinos não há condições para as doenças se desenvolverem portanto, estarei a apostar forte na prevenção de doenças, mas também na cura do que já tenho. O resultado só trará coisas boas como saúde plena, energia contagiante, peso certo sempre e corpo definido e sem gorduras!

 

Iniciarei também já já hoje dia 7 um plano de exercícios, absolutamente genial e fantástico que promete uma barriga com "6 pack" e um abdominal sem gordura em apenas 12 semanas! Daqui a 3 meses já comprovo se resulta ou não :) mas tenho visto muitos resultados que me fizeram cair o queixo...

 

Por aqui continuarei a relatar o meu dia a dia e espero ter a vossa companhia sempre!"
 
 
Sem dúvida que foi bem mais fácil do que aquilo que imaginava há um ano atrás! Eu sempre fui daquelas pessoas que preferia carne a peixe. Em quelquer restaurante sempre olhava apenas para as refeições de carne e o peixe entrava em minha casa 1x por mês se tanto. Portanto, creio que o caminho mais difícil já o percorri. Agora, deixar de comer enchidos, charcutaria, peixe, atum ovos e marisco, será a meu ver bem mais fácil, mas por outro lado, vai requerer alguma planificação ou jogo de cintura os primeiros tempos. É que comendo ainda peixe e marisco, embora apenas quando ía a algum restaurante, sempre me dava mais opções de refeições. Agora sem os comer, vou ter de pedir a carta e ficar a pensar bem o que comer, mas nada que me assuste. Hei-de conseguir e daqui a um ano, hei-de estar a comemorar esta decisão, tenho a certeza!
 
 
Esta foi a minha última refeição com carne que fiz, ao jantar de dia 6 de Agosto de 2014:
 

DSC_0663.JPG

 

Agora abraço uma nova etapa! Mais uma!

Pode não ser uma etapa fácil, mas o fácil não é para mim, pelo que estou preparada para enfrentar este desafio a que me propus a bem da minha saúde e do meu bem-estar com peso certo todo o ano, sem dietas, sem restrições, sem contagem de calorias e refeições. Será uma etapa livre e feliz tenho a certeza.

 

libredecarne.gif

 

go-vegan.png

 

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D