Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Em que é que o stress nos influencia?

por Ancaje, em 21.07.16

0-DSC_2987.JPG


Toda a gente sabe que o stress é mau para o nosso corpo. Toda a gente sente que este nos enfraquece e envelhece prematuramente...mas como é que isto acontece exactamente?

O stress desgasta progressivamente as glândulas adrenais – as mesmas, que como já sabemos são o pilar do nosso bem-estar e nas quais devemos focar-nos em primeiro lugar, sempre que aparecem problemas. O ser humano tem anatomia de fisiologia de um frugívoro...mas vive como omnívoro (e por vezes até carnívoro). A produção de adrenalina e noradrenalina pelas glândulas adrenais tinha a função inicial de nos proteger e fazer reagir a potenciais perigos. Contudo, com o stress permanente em que alguns vivem, estas glândulas estão a funcionar a ritmos que apenas trazem mais nervosismo, fadiga crónica, falta de energia, problemas de peso e problemas de saúde. As glândulas adrenais são também o nosso centro emocional, que fica particularmente afectado quando lidamos com relacionamentos problemáticos e infelizes; tensão e pressão no local de trabalho, ambientes altamente competitivos ou perda de pessoas importantes. Por vezes, eventos deste tipo são suficientes para transformar tendências para problemas adrenais ou uma fraqueza adrenal real, num bloqueio total. Se juntarmos à isso uma alimentação inadequada, os problemas são quase garantidos.

 

Para além da produção de hormonas e neurotransmissores, as glândulas adrenais são responsáveis pela regulação do funcionamento renal, sendo que tanto as adrenais como os rins são fundamentais para:

 

- manter a inflamação longe da nossa vida;

- garantir que os intestinos estão a funcionar devidamente

- garantir bons níveis de energia

- criar humor positivo

- manter o sistema nervoso a funcionar como deve ser

- facilitar a utilização de minerais, e muito mais.

 

Quando algo nesta cadeia começa a falhar e o funcionamento renal e adrenal são afectados, mais cedo ou mais tarde começamos a lidar com problemas (fadiga crónica, falta de energia, problemas de peso não relacionados com a alimentação, problemas de sono, artrite, tumores, diabetes, cancros, obstipação, problemas dermatológicos, problemas neurológicos, doenças auto-imunes, e mais).Portanto, quer seja como prevenção ou tratamento, é fundamental viver uma vida com o mínimo de stress. E como é que fazemos isso se por exemplo temos um emprego que nos obriga a trabalhar 15h por dia, a dormir pouco e a cuidar de vários filhos? No mínimo, é preciso reorganizar as prioridades e ter também alguns momentos calmos para contrabalançar o resto do dia-a-dia stressante; manter uma alimentação predominantemente crua e tentar passar cada momento livre fora de casa, num sítio verde, calmo e longe das tecnologias, televisão e Internet. Aqui estão sete coisas que acontecem sempre que começamos a passar mais tempo na natureza:

 

- Melhoramos o humor
- Reduzimos inflamação
- Normalizamos a pressão arterial
- Aumentamos os níveis de energia
- Aliviamos rigidez, tensão muscular e dores de cabeça
- Melhoramos a qualidade do sono
- Reduzimos dor crónica

 

 

Vale a pena pensar no assunto e reflectir bem naquilo que andamos a fazer com o nosso tempo no dia a dia. Dispender mais tempo para conectarmos connosco mesmos e com a natureza é de facto ganhar anos de vida e de saúde!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sigam também pelo INSTAGRAM

Instagram

BIKINI BODY GUIDE - Kayla Itsines










Este blog está protegido por direitos de autor

Se quiser levar alguma foto, por favor entre em contacto primeiro para a devida autorização.


Calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31