Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




images.jpg

 

“Como é que regulo o meu peso?”; “Como é que elimino a rigidez e a dor?”; Como é que me vejo livre da doença x, y ou z de forma natural?”; “Como é que alcanço maior claridade mental, maior concentração e paz interna? – Não interessa quantos anos passamos neste estilo de vida, estas são sempre as questões que as pessoas colocam com mais frequência. Tudo começa pela desintoxicação. Tudo termina com a desintoxicação. Todos os problemas são eliminados através de desintoxicação. Tudo se resume a desintoxicação, desobstrução e hidratação através da melhor água estruturada que temos – a água presente na fruta e vegetais frescos e crus. Este é o solvente universal, que nos ajuda a eliminar os resíduos presos e toxinas, quer seja via rins (através da urina), ou via cólon (através das fezes). Se queremos melhorar rapidamente, além de incluir a fruta e vegetais em grandes quantidades, é necessário parar de comer todos os alimentos de origem animal e toda a comida refinada e processada, que é acídica e produz demasiado sedimento, obstrução e bloqueios no fluxo energético normal do corpo. Eliminando o consumo daquilo que cria todos estes problemas, simplesmente deixamos de alimentar a doença e mais cedo ou mais tarde, ela desaparece.

 

Tudo se resume a fazer uma transição dos produtos animais, comida refinada e extra processada com aditivos, corantes e conservantes, para uma alimentação 100% de origem vegetal, cozinhada de forma simples; e por fim, para uma alimentação 100% vegan, predominantemente crua. Quanto mais caminhamos em direcção a uma alimentação mais fresca e mais crua (fruta, vegetais, frutos secos e sementes demolhados), mais caminhamos em direcção a uma maior hidratação, maior eliminação e maior oxigenação das células – três elementos absolutamente necessários para a regeneração e cura. Quanto maior a hidratação, eliminação e oxigenação, automaticamente menor é a concentração de vírus, bactérias, fungos e parasitas capazes de sobreviver e proliferar no nosso organismo.

 

Maior hidratação, maior eliminação e maior oxigenação. Esta é provavelmente a principal razão que explica porque é que um bom protocolo de desintoxicação é composto por dois elementos – fruta e sumos de vegetais. Estas são as ferramentas principais para recuperar a saúde rapidamente. Usamos a fruta maioritariamente devido as suas propriedades adstringentes e antioxidantes. Os ácidos da fruta ajudam literalmente a «partir pedra» e a dissolver toda a placa, muco, calcificações, sedimento e outros resíduos que as pessoas hoje em dia acumulam nos seus estômagos, sistema linfático, artérias, coração, órgãos reprodutivos, área da cabeça, articulações...e na verdade, um pouco por todo o corpo. É isto que dá origem a rigidez, dor, inchaços, retenção de líquidos, inflamações, doenças, etc. Portanto, quando falamos em desintoxicar, estamos a falar simplesmente em desobstruir, dissolver e emulsionar os resíduos acumulados, por vezes durante toda uma vida (especialmente válido para quem passou toda uma vida a consumir alimentos não adequados do ponto de vista fisiológico para um ser vivo), o que torna a eliminação mais rápida e fácil. O que a fruta e sumos de vegetais fazem como nenhuma outra coisa é precisamente limpar o sistema digestivo (onde todos os problemas começam sempre); dissolver os depósitos e resíduos, soltando e deixando fluir o sistema linfático como é suposto. A linfa (que limpa as células daquilo que elas eliminam depois de alimentadas) é um fluído à base de água. Quanto mais rica em água for a nossa alimentação, mais fluída é a linfa e mais facilmente consegue fazer o seu trabalho de limpeza – é assim de simples. Por isso, com hidratação, uma maior oxigenação e uma eliminação mais eficaz começa todo um processo natural de limpeza e regeneração, que nos ajuda a aumentar os s níveis de energia, a eliminar bloqueios energéticos no corpo, e permitir que tudo fique a fluir sem problemas.

 

Infelizmente, a maior parte das pessoas nem chegam a sentir todos estes benefícios, porque mantêm uma alimentação com produtos que deixam muitos resíduos e sedimento, que desgastam os sistemas, mantêm os níveis de  energia baixos, criando obstrução, muco, inflamações e doenças. Sabendo onde está o problema, sabemos qual é a solução. Por isso, a eliminação de qualquer problema que chamamos de “doença”, resume-se a promoção da limpeza, desobstrução, eliminação, hidratação e oxigenação.

 

Vamos pensar também na parte mais estética, exterior, superficial, ou como quisermos chamá-lo. Temos um corpo com uma temperatura normal de 36.6ºC-36.8ºC. Agora no Verão basta passar umas quantas horas a assar ao sol para nos sentir ainda mais quentes. O que é que acontece num corpo com esta temperatura, quando dentro dele ainda se encontram resíduos de proteínas animais, leguminosas, gorduras cozinhadas e até mesmo um excesso de carboidratos cozinhados? Temos excesso de fermentação e putrefacção, o que cria cheiros desagradáveis. Transpirar e sentir odor desagradável; ter gases ou fezes com odor desagradável; por vezes a própria pele e ar à volta de algumas pessoas cheiram mal e pessoas com alimentação e corpos limpos por dentro conseguem sentir isso mesmo à distância. Tudo isto é o resultado da putrefacção que acontece no interior do corpo – putrefacção de alimentos anti-naturais, que demoram dias até serem totalmente digeridos, assimilados e eliminados. Por vezes, a fermentação acontece também devido a más combinações alimentares ou tempo insuficiente entre refeições.

 

A fruta e especialmente os sumos de vegetais ricos em clorofila ajudam imenso a eliminar todos estes resíduos, e simultaneamente a neutralizar o odor. Oxigénio, clorofila e minerais – uma garantia para sangue limpo, células limpas e uma pele naturalmente limpa e perfumada, sem necessidade de usar quaisquer cosméticos e perfumes. Uma alimentação rica e minerais é uma alimentação que vai manter a juventude, a frescura e a beleza durante mais tempo. Os minerais são os segredos de beleza na alimentação viva e natural. São o segredo para a saciedade, para a alimentação equilibrada e para uma vida sem excesso e sem comer compulsivo, porque são precisamente eles que nos trazem a calma, equilíbrio e enraizamento necessários para que isso possa acontecer. São, além disso, co-factores no funcionamento enzimático e devem estar presentes, para que o nosso corpo possa utilizar as vitaminas como é suposto. Os minerais devem estar presentes, para que as enzimas possam ser activadas e possam funcionar, o que por sua vez faz as nossas células funcionar no seu melhor e comunicar entre si. Sem minerais suficientes a nossa pele começa a ficar enrugada, o cabelo cai, os ossos perdem densidade, e basicamente, envelhecemos de forma prematura. Daí que os sumos de vegetais e saladas (que tanta gente não come em quantidades suficientes) são essenciais.

 

Pessoalmente, dediquei os últimos anos ao estudo dos processos de desintoxicação – como limpar o corpo, como alcançar um equilíbrio decente (vivendo da maneira como se vive hoje em dia), e ao mesmo tempo conciliar tudo isso com a desintoxicação emocional e mental, a libertação de vícios, dependências, relacionamentos tóxicos, etc – porque tudo isto influencia a nossa saúde a vários níveis. O que quero que toda a gente saiba é que todo este trabalho (nos vários níveis de saúde e nas várias áreas de vida) é necessário e é diário. Inicialmente implica fazer um esforço e implica bastante dedicação, até que um dia simplesmente se transforma num hábito, sem o qual não conseguimos viver. Tudo isto para dizer que os sorrisos nas nossas fotos são sempre reais e vêm sempre de dentro, mas isto não significa que todos os dias sejam igualmente fáceis, igualmente agradáveis e igualmente produtivos (porque eu e o João também temos objectivos de saúde, que continuamos a alcançar aos poucos). A desintoxicação é para sempre um processo contínuo – o que muda com o tempo é apenas a intensidade e o nível a partir do qual estamos a desintoxicar. A tendência com o tempo é de passar dos sintomas e obstruções puramente físicas para uma libertação que acontece cada vez mais a nível emocional e mental. Tudo isto é uma escolha diária. Andar para cima, andar para baixo ou permanecer no mesmo nível – diariamente cada um de nós faz essa escolha, quer tenha consciência disso ou não. O que aparece no nosso prato é apenas um dos reflexos dessa escolha diária. 

 

 

Fonte: www.vidaemestadocru.com

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sigam também pelo INSTAGRAM

Instagram

BIKINI BODY GUIDE - Kayla Itsines










Este blog está protegido por direitos de autor

Se quiser levar alguma foto, por favor entre em contacto primeiro para a devida autorização.


Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031