Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




stock-footage-excited-happy-woman-enjoying-beautif

 

Como já sabemos ou deveríamos saber, o nosso corpo tem um sistema de eliminação, que transporta o lixo e resíduos das triliões de células que temos. Sempre que começo a falar em resíduos as pessoas dizem-me que até vão a casa de banho com frequência. Não me refiro a fezes, mas a resíduos celulares. O sistema linfático é o responsável pela eliminação desses resíduos celulares. A linfa leva-os até aos rins, onde estes são eliminados através da urina. No momento em que os rins ficam por algum motivo sobrecarregados e obstruídos, toda essa parte da eliminação celular fica comprometida e o sistema linfático também fica congestionado. É assim de simples. Esta é a causa principal para a maior parte daquilo que chamamos de «doenças». Na verdade, estamos a falar de obstrução e ácidos que ficaram presos dentro do corpo. Tudo – desde o acne à artrite tem esta origem.

Quando não flui normalmente, a linfa obstruída torna-se acídica, causando dor e inflamação. Esta é a natureza dos ácidos – eles destroem os ossos, articulações, pele, artérias, órgãos, etc. Sem esquecer que a linfa tóxica é o melhor meio interno para a proliferação de parasitas, fungos e vírus. Por tudo isso, uma boa filtração renal é fundamental.

 

Como saber se temos problemas nessa área?

1.  Basta deixar de consumir qualquer tipo de líquidos umas 3-4h antes de ir dormir.  

2.  Urinar dentro de um frasco ao acordar.

3.  Não importa a cor da urina (a cor mostra apenas o quão hidratados estamos e é sempre normal que a primeira urina do dia seja mais concentrada e escura que as restantes). O que nos interessa é se a urina é transparente ou não. Se a urina não for transparente e tiver partículas flutuantes dentro, há boa filtração renal – o que é excelente. Se a urina for totalmente transparente e sem mais nada visível dentro do frasco – há trabalho a fazer.

 

Como é que conseguimos limpar a linfa? Ao conseguir uma maior e melhor filtração renal! E como fazer isso?

A primeira coisa que alguém com este problema deve fazer é implementar uma alimentação crua – fruta e vegetais frescos e crus. Os lacticínios, carnes e leguminosas são inflamatórios para todos, mas os seus efeitos são ainda mais nocivos para quem já tem fraca filtração renal. Até aquele “bocadinho” de carne ou de leite no pingo directo que as pessoas gostam de manter será prejudicial num caso desses. Em vez disso, a alimentação de alguém com problemas linfáticos e de filtração renal deve conter 80% de fruta madura. A fruta é o alimento que mais e melhor permite mover e limpar a linfa. A fruta ácida e sub-ácida são os melhores tipos de fruta a ser usada com fins terapêuticos. A fruta doce é prática e saciante, mas não propriamente desintoxicante.

E eis que aqui surge a outra grande confusão! O facto de uma fruta se chamar ácida ou sub-ácida não significa que ela vai ter efeitos acidificantes dentro do organismo: este é apenas o seu sabor. Uma vez dentro do sistema digestivo, a fruta só contribui para o balanço ácido-alcalino. Portanto, a não ser que esteja verde, nenhum tipo de fruta causa acidez. Um rápido exemplo é o limão, seguido pela toranja, que apesar do seu sabor ácido, são dos tipos de fruta com propriedades mais alcalinas dentro do corpo.

 

Melhor fruta a usar com fins de desintoxicação: fruta ácida, seguida pela sub-ácida.

1.  FRUTA ÁCIDA: limão, lima, toranja, laranja, ananás, morangos, tangerinas,arandos vermelhos, tomates

2.  FRUTA SUB-ÁCIDA: maçãs, mirtilos, amoras, melão, cerejas, uvas, mangas, nectarinas, pêssegos, pêras, ameixas, framboesas, melancia  

Qualquer um destes tipos de fruta (consumidos predominantemente durante o dia) podem ser acompanhados por uma salada verde, grande e variada ao jantar.

 

 

Infelizmente, mesmo assim algumas pessoas demoram bastante tempo até conseguir uma boa filtração, e aí é preciso recorrer a outros métodos que aceleram ainda mais o processo:

 

- Mono-refeições de uvas

- Mono-refeições de melancia

- Mono-refeições de melão

- Detox com sumo de limão - consiste em incluir à alimentação crua determinadas quantidades mais significativas de sumo de limão, adaptadas em função da pessoa. Casos muito extremos, beneficiam imenso de detox unicamente à base de sumo de limão durante o dia e sumo de cenouras à noite. Contudo, isto é apenas para pessoas altamente motivadas, que não se importam de passar pelos sintomas de detox associados. Raramente o recomendo às pessoas porque realmente exige uma força de vontade bastante grande. E coisas assim, ou se fazem bem feitas e com fé, ou então é melhor não ir por esse caminho.

- Sumo de beterraba

- 1 copo de Heal All Tea (do Dr. Morse) tomado umas horas após o jantar, juntamente com uma mão de uvas passas. Esta combinação aumenta a filtração renal em muita gente.

- A salsa, dente de leão, ginseng e urtigas frescas ou em infusão também ajudam imenso a melhorar a filtração renal.

- Por fim, tudo o que envolve mexer o nosso corpo, ajuda a mexer linfa. Caminhadas, andar de bicicleta, nadar ou qualquer outro tipo de exercício de intensidade mais baixa a moderada é sempre excelente.

 

Fonte: Zlati Dencheva (www.vidaemestadocru.pt)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sigam também pelo INSTAGRAM

Instagram

BIKINI BODY GUIDE - Kayla Itsines










Este blog está protegido por direitos de autor

Se quiser levar alguma foto, por favor entre em contacto primeiro para a devida autorização.


Calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930