Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ancaje - Vida Saudável

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

... aqui vou registando diariamente, detalhes da minha reeducação alimentar com base Crudivegana. Nesta minha nova forma de viver aprendo a comer, a valorizar-me, a dar valor ao realmente importa, a amar mais e a viver em plenitude.

Ancaje - Vida Saudável

29
Abr16

Abacates


Ancaje

001-abacate.jpg

Hoje lá arrisquei de novo na compra de abacates. Eu nunca gostei deles, mas também acho que tem haver com a forma como os preparo. Agora, munida de mais receitas, vamos ver se é desta que percebo a paixão de tanta tanta gente por eles... a ver vamos se me contagia também ou se definitivamente não é fruto para mim!

 

 

28
Abr16

Hello Springtime


Ancaje

IMG_5628.JPG

 

Embora aqui o bom tempo se faça todo o ano, é muito bom estar de volta aos dias longos da Primavera/Verão!

Após um bom detox, aqui estou eu pronta para mais um dia maravilhoso, com uma excelente alimentação que me proporciona depois um dia cheio de energia e vitalidade. As coisas boas são como as más. Quando fazemos algo de bom, o resto vem como uma bola de neve, mas sendo tudo bom é uma experiência inexplicável e maravilhosa!

Que esperam para experimentar algo assim? Vivam bem, sintam-se bem e cuidem-se muito o resto vem a rebolar ter com vocês não tarda!

 

E de celulite como andamos? Sei o método infalível para a eliminar! O meu método! Talvez em Maio possa partilhar os meus segredos :) Estejam atentas, pode ser que sim, vamos ver!

 

27
Abr16

Detox de 7 Dias


Ancaje

11254082_849174978523538_8067568707736344489_n.jpg

 

Sentem que necessitam uma desintoxicação do vosso organismo?
Precisam de um empurrão na perda de peso?
Sentem-se mal, enjoadas, com dores de cabeça...?
Sofrem com umas gordurinhas localizadas que não desaparecem com nada?
Gostariam de voltar a ver a vossa figura delineada e feminina?
Estão cansadas de não terem aquelas curvas sexys que tanto apreciam?
Gostariam de melhorar o aspecto do vosso cabelo, unhas e pele?
Não sabem o que é sequer sentirem-se no vosso melhor, cheias de garra e energia?
Gostariam de emanar aquela energia boa que sentem em certas pessoas mas que nunca sentiram em vocês mesmas?
Adoravam aumentar o vosso astral e o vosso bem-estar?
Perder 3-6kg em 7 dias, seria mesmo mesmo perfeito?
 
Tenho a solução para vocês! Façam um Detox de 7 Dias e mudem a vossa vida!
 
 
Mais informações sobre este Plano de Detox de 7 Dias aqui ou através do email: blog.ancaje@gmail.com
 
 
Leiam mais sobre o Detox aqui: http://ancaje.blogs.sapo.pt/detox-a-palavra-magica-318948

 

25
Abr16

Enxaquecas


Ancaje

enxaggg.jpg

 

 
Sofrem de enxaquecas?
 
Enxaquecas...Tendência para reprimir o humor negativo, particularmente raiva e frustração; Um medo geral da expressão emocional e de ser espontâneo; Tendência para perfeccionismo e controlo; Expectativas irrealistas; pessoas que tendem a antecipar tudo demasiado, criando excesso de stress; Sentimento constante de ficar sempre desiludido. Possíveis bloqueios no 6º chakra e certamente no 7º. O óleo de franquincenso (especialmente quando colocado no 7º chakra) ajuda muito.

 

25
Abr16

Operação Bikini


Ancaje

10983130_813891625354052_7106979774645207236_n.jpg

 

 

Quem já está a trabalhar neste assunto?? Quem é que precisa de um empurrãozinho, ajuda, apoio e motivação?

 

O Plano Operação Bikini elaborado por mim, com resultados mais que comprovados noutros anos, vai voltar em breve e desta vez com resultados ainda mais rápidos e espectaculares!

 

Quem quer um Plano Perfeito destes??? Euuuuu quero :)

 

07
Abr16

Conheça 10 dos muitos benefícios do consumo do pólen de abelhas


Ancaje

polen.jpg

O pólen de abelha é um dos alimentos naturais mais ricos em benefícios para a saúde das pessoas.

 

1. Energia. A gama de nutrientes encontrados no pólen de abelha torna-o num grande energizante natural. Os hidratos de carbono, proteínas e vitaminas do complexo B ajudam a manter um bem-estar durante todo o dia, aumentando a resistência e o combate à fadiga.

 

2. Pele – O pólen de abelha é frequentemente usado em produtos tópicos que visam o tratamento de condições inflamatórias e irritações comuns da pele como psoríase ou eczema. Os aminoácidos e vitaminas protegem a pele e ajudam na regeneração das células.

 

3. Sistema Respiratório – contém uma elevada quantidade de antioxidantes que podem ter um efeito anti-inflamatório sobre os tecidos dos pulmões, impedindo o aparecimento da asma.

 

4. Tratamento de alergias – o pólen reduz a presença de histamina e melhora muitas alergias. Uma pesquisa feita com pessoas que se tratavam com pólen e as que não se tratavam teve um resultado surpreendente e positivo no caso das que tomavam.

 

5. Sistema digestivo – Além de vitaminas saudáveis, minerais e proteínas, o pólen de abelha contém enzimas que podem ajudar na digestão. As enzimas ajudam o nosso corpo a obter todos os nutrientes de que necessitamos a partir dos alimentos que comemos.

 

6. Impulsionador do sistema imunológico – O pólen é bom para a flora intestinal e, assim, apoia o sistema imunitário. O pólen de abelha tem propriedades do tipo de antibiótico que podem ajudar a proteger o corpo de contrair vírus. É também rico em antioxidantes que protegem as células contra a oxidação prejudicial de radicais livres.

 

7. Trata Vícios – usados de forma holística para a cura de vícios e inibindo os desejos por suprimir impulsos. Porque o pólen de abelha ajuda a controlar os impulsos por alimentos menos saudáveis, ajudando no tratamento da perda de peso.

 

8. Suporta o Sistema Cardiovascular – o pólen de abelha contém grandes quantidades de bi flavonóides um antioxidante que ajuda a fortalecer os vasos capilares, vasos sanguíneos, ajuda com problemas circulatórios e corrige os níveis de colesterol. Seus poderes anti-coagulação potentes podem ajudar a prevenir ataques cardíacos e derrames.

 

9. Próstata – Homens que sofrem de hiperplasia benigna da próstata podem encontrar alívio usando o pólen de abelha. O pólen de abelha pode ajudar a reduzir a inflamação e parar a desejos frequentes de urinar.

 

10. Problemas de infertilidade – Estimula e restaura a função ovariana, portanto, pode ser usado para ajudar a acelerar a gravidez. Além de ser um impulsionador hormonal também é um grande afrodisíaco!

 

 

 

06
Abr16

O comer emocional ou compulsivo


Ancaje

224541_298706450229387_2015168661_n.jpg

 

Todos os dias encontro pessoas que me contatam com o mesmo problema: o vício alimentar. Este é um estado em que o nosso organismo começa a ter comportamentos compulsivos, caracterizados pela perda de controlo daquilo que se come e do comer emocional. Algumas pessoas falam sobre isso mais abertamente do que outras, uma assumem esse comportamento outras não, mas realmente não há dia em que não “conheça” uma nova pessoa que sofra com compulsão alimentar e a sua ligação ao que “consumimos”, sob a forma de comida ou emoções.

 

Qualquer compulsão  ou vício alimentar, aparece devido à necessidade de sentir alívio e libertação que, neste caso, as pessoas obtêm através da comida. Escusado será dizer que isso só acontece porque se trata de pessoas que suprimem o que realmente estão a sentir e a pensar. Tudo o que é sistematicamente suprimido, mais cedo ou mais tarde explode na nossa cara, e no caso da alimentação isso acontece através das crises de compulsão alimentar. Por outras palavras, se restringimos o que comemos (ou durante x tempo comemos menos do que é suposto) e simultaneamente suprimimos o que pensamos e sentimos, já sabemos que mais cedo ou mais tarde, garantidamente vamos passar pelo extremo oposto: compulsão alimentar.

 

Qualquer pessoa procura a sensação de bem-estar e de alívio emocional, e não há mal nenhum nisso. O problema com os vícios (porque é isso que a comida é para algumas pessoas) é que se tornam uma espécie de fuga à realidade. E quanto mais suprimimos e fugimos do que sentimos, mais nos desligamos de nós próprios, mais nos afundamos na comida para lidar com o mal-estar...e o ciclo vicioso não tem fim! Ideias a reter daqui:

  1. Qualquer tipo de vício só existe porque queremos obter a sensação de alívio temporário.
  2. Qualquer tipo de vício começa por ser mental e depois passa a ser físico.
  3. Qualquer tipo de vício só se mantém, porque assim que removemos a substância que usamos para obter alívio imediato, começamos a sentir-nos desequilibrados e “sem chão” – ninguém gosta de se sentir assim. Mais difícil ainda se torna lidar com vícios alimentares, porque contrariamente ao álcool e outras substâncias que podemos cortar totalmente, qualquer pessoa precisa de comer.
  4. Qualquer vício tem duas componentes: uma dependência química provocada pela substância usada, e uma tentativa de fuga à realidade (algo que não queremos encarar de frente).

Basta perceber isto: O que precisamos de eliminar não é a procura de alívio imediato, mas sim a substância ou atividade que usamos para não sentir o que é suposto sentir. O alívio deveria ser obtido através dos pensamentos; através da libertação emocional (ex.: chorar) ou expressão verbal – não através de comida ou outra substância/atividade que serve para distrair.

 

Qualquer outra “fuga” à realidade mostra que não estamos em alinhamento com quem realmente somos. Mostra que estamos dispostos a adormecer-nos com qualquer coisa para não sentir o que realmente sentimos, nem pensar o que realmente pensamos (e nunca dizemos aos outros), para não entrar em conflito com terceiros.

 

Portanto, um vício nunca pode ser eliminado enquanto insistimos em continuar a distrair-nos do nosso verdadeiro estado emocional e mental.

E é isso mesmo que vejo sistematicamente em toda a gente que refere os problemas da compulsão alimentar: 1) são pessoas que suprimem o seu estado emocional com frequência, colocando-se sempre em último lugar na lista de prioridades; 2) são pessoas que frequentemente não ingerem nutrientes suficientes, o que apenas as deixa mais vulneráveis para o aparecimento de um novo episódio de compulsão alimentar. O problema é resolvido quando estas duas necessidades começam a ficar satisfeitas.

 

 

Resumindo e concluindo, para que a ingestão alimentar compulsiva possa ser eliminada, o que precisamos de fazer do ponto de vista físico é fornecer nutrientes (e especialmente carboidratos!) suficientes ao nosso corpo e cérebro, para que possamos pensar com clareza, ter humor positivo e funcionar no nosso melhor. Do ponto de vista emocional, é fundamental descobrir o que estamos a tentar encobrir com o acto de comer. O que estamos a evitar enfrentar? De que é que andamos a fugir ou o que não queremos ver? O que é que estamos a tentar evitar? – eis as perguntas mais importantes que qualquer pessoa que tem vícios (alimentares ou de outro tipo) deveria fazer. Esta é a única forma de chegar ao cerne do comportamento e alterá-lo.

 

Fonte: Zlati Dencheva

04
Abr16

Como conseguir boa filtração renal, como mover e limpar a linfa, e qual é o papel da fruta ácida e sub-ácida?


Ancaje

stock-footage-excited-happy-woman-enjoying-beautif

 

Como já sabemos ou deveríamos saber, o nosso corpo tem um sistema de eliminação, que transporta o lixo e resíduos das triliões de células que temos. Sempre que começo a falar em resíduos as pessoas dizem-me que até vão a casa de banho com frequência. Não me refiro a fezes, mas a resíduos celulares. O sistema linfático é o responsável pela eliminação desses resíduos celulares. A linfa leva-os até aos rins, onde estes são eliminados através da urina. No momento em que os rins ficam por algum motivo sobrecarregados e obstruídos, toda essa parte da eliminação celular fica comprometida e o sistema linfático também fica congestionado. É assim de simples. Esta é a causa principal para a maior parte daquilo que chamamos de «doenças». Na verdade, estamos a falar de obstrução e ácidos que ficaram presos dentro do corpo. Tudo – desde o acne à artrite tem esta origem.

Quando não flui normalmente, a linfa obstruída torna-se acídica, causando dor e inflamação. Esta é a natureza dos ácidos – eles destroem os ossos, articulações, pele, artérias, órgãos, etc. Sem esquecer que a linfa tóxica é o melhor meio interno para a proliferação de parasitas, fungos e vírus. Por tudo isso, uma boa filtração renal é fundamental.

 

Como saber se temos problemas nessa área?

1.  Basta deixar de consumir qualquer tipo de líquidos umas 3-4h antes de ir dormir.  

2.  Urinar dentro de um frasco ao acordar.

3.  Não importa a cor da urina (a cor mostra apenas o quão hidratados estamos e é sempre normal que a primeira urina do dia seja mais concentrada e escura que as restantes). O que nos interessa é se a urina é transparente ou não. Se a urina não for transparente e tiver partículas flutuantes dentro, há boa filtração renal – o que é excelente. Se a urina for totalmente transparente e sem mais nada visível dentro do frasco – há trabalho a fazer.

 

Como é que conseguimos limpar a linfa? Ao conseguir uma maior e melhor filtração renal! E como fazer isso?

A primeira coisa que alguém com este problema deve fazer é implementar uma alimentação crua – fruta e vegetais frescos e crus. Os lacticínios, carnes e leguminosas são inflamatórios para todos, mas os seus efeitos são ainda mais nocivos para quem já tem fraca filtração renal. Até aquele “bocadinho” de carne ou de leite no pingo directo que as pessoas gostam de manter será prejudicial num caso desses. Em vez disso, a alimentação de alguém com problemas linfáticos e de filtração renal deve conter 80% de fruta madura. A fruta é o alimento que mais e melhor permite mover e limpar a linfa. A fruta ácida e sub-ácida são os melhores tipos de fruta a ser usada com fins terapêuticos. A fruta doce é prática e saciante, mas não propriamente desintoxicante.

E eis que aqui surge a outra grande confusão! O facto de uma fruta se chamar ácida ou sub-ácida não significa que ela vai ter efeitos acidificantes dentro do organismo: este é apenas o seu sabor. Uma vez dentro do sistema digestivo, a fruta só contribui para o balanço ácido-alcalino. Portanto, a não ser que esteja verde, nenhum tipo de fruta causa acidez. Um rápido exemplo é o limão, seguido pela toranja, que apesar do seu sabor ácido, são dos tipos de fruta com propriedades mais alcalinas dentro do corpo.

 

Melhor fruta a usar com fins de desintoxicação: fruta ácida, seguida pela sub-ácida.

1.  FRUTA ÁCIDA: limão, lima, toranja, laranja, ananás, morangos, tangerinas,arandos vermelhos, tomates

2.  FRUTA SUB-ÁCIDA: maçãs, mirtilos, amoras, melão, cerejas, uvas, mangas, nectarinas, pêssegos, pêras, ameixas, framboesas, melancia  

Qualquer um destes tipos de fruta (consumidos predominantemente durante o dia) podem ser acompanhados por uma salada verde, grande e variada ao jantar.

 

 

Infelizmente, mesmo assim algumas pessoas demoram bastante tempo até conseguir uma boa filtração, e aí é preciso recorrer a outros métodos que aceleram ainda mais o processo:

 

- Mono-refeições de uvas

- Mono-refeições de melancia

- Mono-refeições de melão

- Detox com sumo de limão - consiste em incluir à alimentação crua determinadas quantidades mais significativas de sumo de limão, adaptadas em função da pessoa. Casos muito extremos, beneficiam imenso de detox unicamente à base de sumo de limão durante o dia e sumo de cenouras à noite. Contudo, isto é apenas para pessoas altamente motivadas, que não se importam de passar pelos sintomas de detox associados. Raramente o recomendo às pessoas porque realmente exige uma força de vontade bastante grande. E coisas assim, ou se fazem bem feitas e com fé, ou então é melhor não ir por esse caminho.

- Sumo de beterraba

- 1 copo de Heal All Tea (do Dr. Morse) tomado umas horas após o jantar, juntamente com uma mão de uvas passas. Esta combinação aumenta a filtração renal em muita gente.

- A salsa, dente de leão, ginseng e urtigas frescas ou em infusão também ajudam imenso a melhorar a filtração renal.

- Por fim, tudo o que envolve mexer o nosso corpo, ajuda a mexer linfa. Caminhadas, andar de bicicleta, nadar ou qualquer outro tipo de exercício de intensidade mais baixa a moderada é sempre excelente.

 

Fonte: Zlati Dencheva (www.vidaemestadocru.pt)

 

04
Abr16

O caminho que percorremos até chegar ao cancro


Ancaje

freewoman-1.jpg

 

 

Fico de veras muito triste a cada diagnóstico novo de cancro que vou conhecendo. Pessoas famosas, pessoas singulares, pessoas anónimas, vidas ao fim ao cabo e todas elas preciosas e cheias de valor. É desanimador vermos como este maldito leva todos à frente, sem dó nem piedade. Mas a minha maior tristeza e angústia tem haver com o que podemos fazer para controlar esta praga que é o cancro e que de facto, por desconhecimento, descrença ou por acreditarmos cegamente na medicina tradicional, não o estamos a fazer.
A vida é um caminho. Nuns casos mais longo que noutros, mas é sempre um caminho que temos de percorrer. Nesse caminho vamos encontrando buracos, adversidades, outros caminhos para escolher e cada um vai decidindo dia após dia por onde percorrer neste caminho que é a nossa vida. Esse percurso vai também dando-nos pistas caso estejamos a tomar más decisões. Pistas essas que quase sempre são ignoradas, passadas despercebidas, não levadas a a sério. Quando ignoramos demasiados sinais que o caminho que estamos a levar é o errado, a vida por vezes obriga-nos a parar. Dá-nos um diagnóstico de cancro. E aí algo nos abana de uma vez, refletimos sobre o nosso caminho até então e apercebe-mo-nos muitas vezes que fomos surdos, cegos e mudos perante demasiados avisos. Normalmente já é tarde demais e uma pena desmedida por isso é o que todos sentimos.
A alimentação não é a única coisa que nos pode fazer evitar algum cancro mas acreditem que é quase. A cada dia podemos fazer muitas escolhas alimentares. Desde que acordamos até que nos deitamos podemos fazer em média umas 6 refeições. Tanta hipóteses de escolhermos o bom caminho como de fazermos a escolha errada... Alimentos de origem animal, cozinhar com gorduras, alimentos refinados e processados, lácteos, glúten... todos os dias inúmeras pessoas se intoxicam demasiado com estes alimentos. O nosso corpo é tão forte e resistente que aguenta meses e anos a fio, uns atrás dos outros. É uma grande máquina sem dúvida! Mas um dia, dá de si, é demasiado já para ele. Já nos deu inúmeros avisos para mudarmos o rumo e nós que fizemos? Tomamos algo super ácido e tóxico como medicamentos, para esconder e calar esses avisos que o sábio do nosso corpo nos envia. E aí ele já não consegue lutar mais contra o “lixo” que diariamente lhe damos... torna-se fraco, impotente e por fim super doente. A culpa nunca é do acaso, de se ter sorte ou azar... a culpa é nossa apenas, só nossa. Não escolhemos o caminho certo. Não ouvimos os sinais do nosso corpo. Mantivemos a alimentação e os pensamentos tóxicos e um dia lá nos deram o diagnóstico de cancro. Esse palavrão que nos assusta a todas e a quem todos reconhecemos o poder de nos levar entes tão queridos.
Cabe-nos a nós, a cada um de nós escolhermos o caminho mais correto, mais saudável e ouvirmos todos os sinais do nosso corpo. É de nossa responsabilidade alimentarmo-nos bem, com alimentos verdadeiros e não com produtos enlatados, engarrafados e que vêm em embalagens. Leiam os ingredientes daquilo que dão ao vosso corpo e se não souberem o que é pelo menos 1 deles, rejeitem-no. Isso não é um alimento, é um produto fabricado em laboratório que só vos fará mal. O nosso corpo é o lugar onde vivemos 24h por dia 365 dias por ano. Merece que o respeitemos, que o amemos e que o alimentemos com alimentos naturais e não com produtos fabricados sabe-se lá a onde.
Afinal de contas, a responsabilidade de cada cancro é apenas e somente nossa.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D